NEUROCIRURGIA FETAL-ATUALIDADES E PERSPECTIVAS

Nelci Zanon, Luanda André Collange Grecco, Giselle Coelho Resende Caselato, Denise Pedreira

Resumo


Esta revisão teve como objetivo descrever os efeitos obtidos com as neurocirurgias fetais, principalmente em casos de mielomeningocele, promovendo uma análise critica das atualidades e perspectivas disponíveis na literatura. Importantes estudos foram consultados e incluídos nesta revisão. Observa-se que a mielomeningocele é a principal doença com indicação neurocirúrgica com evidências que suportem a indicação de cirurgias fetais. Os principais benefícios são relacionados com redução da associação da malformação de Arnold-Chiari tipo II e hidrocefalia, melhora do desenvolvimento motor e alteração positiva no nível da lesão. Riscos e efeitos adversos são descritos e envolvem a feto e a mãe. Atualmente as cirurgias fetais podem ser realizadas com procedimentos a céu aberto e por via endoscópica. As evidências mais atuais apontam para uma tendência no estudo de técnicas fetais minimamente invasivas que proporcionem maior proteção para mãe e bebê. 


Palavras-chave


Mielomeningocele; Cirurgia fetal; Hidrocefalia; Desenvolvimento neuropsicomotor

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365